Como ultrapassar a crise da Primavera e reforçar a sua imunidade?

18-05-2021

A Primavera está normalmente associada a sentimentos agradáveis: as temperaturas sobem, as plantas florescem, tudo à nossa volta desperta para a vida. Até mesmo a chuva aquece, e ter algumas gotas no cabelo não é um problema tão grande como no Outono. No entanto, nas primeiras semanas da estação há um fenómeno que tem consequências negativas: a crise da Primavera. O que é isto exactamente? Que reacções provoca no corpo? E como deve reagir se o experimentar?

Quando a mudança do tempo é esmagadora

O que é exactamente o chamado ataque da Primavera? É a reacção do corpo à mudança do tempo e da pressão: no Inverno a pressão era alta e as temperaturas baixas, e na Primavera tudo começa a mudar. Por vezes, de repente - e mesmo que esteja a desfrutar do sol e do calor - pode sentir-se cansado, sonolento, perder a concentração, ter dores nos ossos, palpitações e uma falta geral de gosto pela vida. Muitas pessoas afirmam que estes são sintomas inventados e que apenas algumas pessoas são susceptíveis. No entanto, a ciência já classificou este caso e até lhe deu um nome oficial: síndrome da fadiga primaveril.

Como contrariar a crise da Primavera?

Reforçando a sua imunidade!

Antes de tomar medidas, é importante estar ciente do que, para além dos factores acima mencionados, promove de facto o início da crise da Primavera. Em suma, é o estilo de vida "de Inverno". Menos vegetais e fruta frescos (e mais produtos com elevado teor de hidratos de carbono), dias de Inverno mais curtos, sono insuficiente, tempo de lazer menos activo (especialmente ao ar livre): tudo isto intensifica a falta de força no início da Primavera.

A resposta deve ser o reforço da imunidade para que o organismo possa defender-se eficazmente contra os efeitos negativos desta crise. A prioridade deve ser o enriquecimento da dieta com produtos que contenham muitas vitaminas e macroelementos. É bem sabido que a imunidade é reforçada em particular pela vitamina C, mas também é necessário suplementar com vitamina D, que está geralmente menos presente no corpo após a baixa luz solar dos meses de inverno. Deve também certificar-se de obter uma dose extra de vitaminas A e E, conhecidas como as vitaminas da juventude, que irão melhorar o aspecto e o estado da pele.

Os médicos também recomendam a monitorização dos níveis de crómio (que ajuda a manter um metabolismo adequado dos macro-nutrientes), potássio e magnésio (importantes para os sistemas nervoso e muscular), bem como selénio, zinco e ferro (que aumentam a imunidade e melhoram o estado geral do corpo). Se necessário, podem ser utilizados suplementos alimentares de alta qualidade, disponíveis nas farmácias. Contudo, deve ter-se em conta que quaisquer deficiências devem ser compensadas sob supervisão médica.

A nossa recomendação:

1 saqueta ou 4 comprimidos ImmunoBran por dia durante 15 dias.

Foco na actividade física

Em tudo isto, não esquecer que a actividade física regular (se possível ao ar livre) também tem um efeito sobre a imunidade - provavelmente tanto quanto uma dieta saudável. E após o exercício, é essencial garantir que se regenera e dorme o suficiente (entre 7 e 9 horas). Então estará preparado para o que o clima inconstante da Primavera tem reservado para si!

Fontes: Brzozowska A., Wzbogacanie żywności i suplementacja diety składnikami odżywczymi - korzyści i zagrożenia (Enriquecimento Alimentar e Suplementação de Nutrientes - Benefícios e Riscos), "Żywność: nauka - technologia - jakość (Alimentação: ciência - tecnologia - qualidade)," 2001, 4(29)

Progresso em Neurobiologia 2010; 91 (3) Neurologia 19993; 43: 125-131; Br. Med. J. 1990; 301

Classificação estatística internacional de doenças e problemas de saúde - Revisão X, Volume I, edição de 2008.

Brzozowska A., Roszkowski W., Pietruszka B., Kałuża J., Witaminy i składniki mineralne jako suplementy diety (Vitaminas e minerais como suplementos alimentares), "Żywność: nauka - technologia - jakość" (Alimentação: ciência - tecnologia - qualidade), 2005, 4(45)